Vídeos

Loading...

terça-feira, 6 de março de 2012

Produção de Alimentos no Mundo


Começa corrida pela fabricação de carne artificial
Um cientista holandês acaba de receber cerca de R$700 mil para fabricar um hambúrguer.
Poderia parecer uma barbada, não fosse o fato de que isso deverá ser feito sem usar a carne de um animal.
O Dr. Mark Post, da Universidade de Maastricht, é um dos pioneiros em um campo ainda emergente, mas que os especialistas afirmam representar o futuro: a produção de carne artificial, ou carne sintética.

Fábricas de carne

Em vez de moer a carne de um animal para fazer seu hambúrguer, o Dr. Post está cultivando seus bifes em laboratório, diretamente a partir de células-tronco  musculares de animais.
Se ele tiver sucesso, a tecnologia poderá mudar a forma como produzimos alimentos: "Nós queremos transformar a produção de carne, passando das fazendas de criação de gado para um processo fabril," afirma ele.
A ideia original foi do também holandês Willem van Eelen, que perseguiu a ideia por décadas, sem muito sucesso.
Com o advento das pesquisas com células-tronco, contudo, inúmeros grupos de pesquisa ao redor do mundo acreditam que o momento da carne artificial finalmente chegou.

Hambúrguer sintético

No início de 2011, um filantropista anônimo procurou o Dr. Post, que já trabalhou com o Dr. van Eelen, e propôs pagar bem por um hambúrguer de carne artificial.

"Será provavelmente o hambúrguer mais caro que já vimos neste planeta," brinca o pesquisador.
Entrando na onda, a ONG PETA (People for the Ethical Treatment of Animal) acaba de anunciar um prêmio de US$1 milhão para a primeira empresa a colocar a carne sintética em pelo menos seis estados norte-americanos até 2016.



Abaixo inseri alguns vídeos excelentes sobre a produção de carne industrial, vale a pena dar uma olhada, você irá se surpreender.



 
Paul McCartney - Glass Walls - Paredes de Vidro - Legendado

Paredes de vidro" vai mais fundo nas indústrias de carne e laticínios do que qualquer vídeo que produziram antes.

O vídeo contém cenas reais de vacas, galinhas, carneiros e outros animais que são abusadas em fazendas industriais na Europa e em todo o mundo - todos os animais que sentem dor e medo como eu ou você e que nasceram de mães amorosas apenas para que um dia eles possam ser mortos e comidos.

Este vídeo tem poucos minutos, mas a maioria dos animais suportam abuso a vida inteira.

"Paredes de vidro" é um vídeo obrigatório para os carnívoros e vegetarianos: "Se os matadouros tivessem paredes de vidro, muitas pessoas iriam parar de comer carne" pergunte a si mesmo, Assista ao vídeo e mostre para seus amigos.
 




Documentário: "GRANJAS SUÍNAS"
O "Animal Equality" apresenta uma exaustiva investigação dentro de granjas suínas espanholas, documentando as vidas e mortes de porcos durante um período de mais de dois anos -- de agosto de 2007 até maio de 2010 -- em granjas e em abatedouros ao longo da Espanha.

Nós nos infiltramos no quarto maior setor de criação de porcos do mundo -- apenas atrás dos EUA, China e Alemanha -- e registramos, entre outros eventos, como os trabalhadores rotineiramente matam porcos batendo com eles contra o chão ou como porcos apanham, tomam chutes ou tem dedos enviados em seus olhos para forçá-los a ficarem de pé e andarem.

 




Meat The Truth - Uma verdade mais que inconveniente - legendado
Como todo bom documentário apresentador da alternativa vegetariana de alimentação, mostrou diversos fatores relativos à crueldade nas fazendas-fábrica, principalmente a debicagem de aves e o confinamento intensivo dos animais. Fez também o favor de reexibir o The Meatrix, aquela paródia de Matrix em que os personagens são bichos de espécies exploradas pela indústria de alimentos de origem animal.

Também deu a oportunidade de participação ao PETA e à Humane Society, além de mostrar a história do "Mad Cowboy", um ex-pecuarista que, depois de décadas na indústria da exploração animal, aprendeu a respeitar os animais e tornou-se vegetariano completo e militante pelos Direitos Animais.

Num dado momento, Marianne imitou propositalmente Al Gore e subiu numa plataforma para mostrar um gráfico que mostrava quanto a indústria da carne ameaça crescer nos próximos 40 anos se o consumo continuar aumentando como hoje.

 

1 comentários:

Que matéria interessante. Você está de parabéns com suas postagens.....