Vídeos

Loading...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Matéria sobre a Índia


O nome Índia é derivado de Indus, que é derivado da palavra Hindu, em persa antigo. Do sânscrito Sindhu, a denominação local histórica para o rio Indus. Os gregos clássicos referiam-se aos indianos como Indoi (Ινδοί), povos do Indus.
O sistema de castas da Índia é uma divisão social importante na sociedade Hindu, não apenas na Índia, mas no Nepal e outros países e populações de religião Hindu.


Rio Ganges
Cerca de 30 mil corpos sao cremados e jogados no rio Ganges (chamado Gânga  na India) por ano. Aproximadamente 3 mil corpos não cremados por ano  são encontrados flutuando no rio.
Segundo padrões internacionais se 500 ou mais bactérias de coliformes fecais são encontradas em 100 mililitros de água, esta água é considerada imprópria para banho.
na parte superior do Gânga se encontra 60 mil.
Conforme o rio segue seu curso e os indianos vão defecando em suas margens, ao chegar quase no final (na desembocadura/delta) a quantidade de coliformes fecais por mililitro d’agua é de 15 MILHÕES.
Fonte: http://www.economist.com/world/asia/displaystory.cfm?story_id=11751397
O mais interessante eh ver os indianos bebendo a agua do Gânga, escovando os dentes, usando a agua para fazer comida, lavar roupa, tomar banho etc.



Casamento indiano
Selvakumar casou-se com o animal em uma tradicional cerimônia hindu, como uma tentativa de ser perdoado após ter apedrejado dois cachorros até a morte.
Segundo a cultura indiana, ele foi amaldiçoado após cometer o crime contra os animais.
Um homem no sul da Índia se casou com uma cadela em uma tradicional cerimônia de casamento hindu. A atitude foi tomada depois que P. Selvakumar, 33 anos, apedrejou dois animais até a morte e os pendurou em uma árvore, há 15 anos. Ele acredita ter sido amaldiçoado pelo ato e realizou a cerimônia de casamento como forma de se redimir.

Segundo o jornal Hindustan Times, o homem afirmou que, depois de matar os dois cães, começou a sentir paralisia em seus pés e mãos e deixou de ouvir com um dos ouvidos.
Segundo suas crenças, o casamento seria a única maneira de desfazer o mal, porém, Selvakumar não informou se sua situação já melhorou depois da cerimônia.
A população é extremamente supersticiosa nas zonas rurais indianas. Muitas vezes, organizam casamentos de cães e outros animais com a finalidade de afastar maldições. Na festa de casamento de Selvakumar, a cadela teve direito a bolo e vestiu um traje tradicional da Índia. Fonte: Terra notícias.


Por que a vaca é sagrada na Índia


Dentre as muitas coisas, que chamam a atenção dos ocidentais sobre a Índia, está o fato de que a vaca seja “sagrada” para a maioria dos indianos.  A reverência ao mamífero como um ser sagrado é explicada pela religião hinduísta, que estabelece a vaca como uma montaria ou veículo de um dos deuses mais populares do país, o Shiva.


Na crença hinduísta, muitos deuses têm animais como montarias, que acabam ganhando status de animal sacro. É o caso da vaca de Shiva, conhecida como Nandi, que estaria representada em cada vaca que habita a Índia. Além de carregar Shiva, o bovino, conforme o hinduísmo, teria o papel de controlar os impulsos do deus apontado pela religião como o ente responsável pela renovação.

A exemplo da vaca, outros animais contam com a adoração dos indianos, como o rato, que é o veículo do deus Ganesh, ou búfalo, que é o meio de transporte do deus Yam.

Muito interessante

 - O leite da vaca, sua urina e até mesmo suas fezes são utilizados em rituais de purificação;
 - Pela manhã, muitos indianos misturam as vezes da vaquinha na água e jogam na calçada de suas casas, para abençoa-la;
 - É interessante notar que, certas pessoas, advindas de todas as castas, incluindo as mais altas, abriram mão de suas profissões, para se devotarem, apenas, ao bem-estar das vacas mais fragilizadas e mais velhas, criando vacarias (uma especie de asilo pra vacas), sustentadas por elas e por outras pessoas, que cooperam com donativos;
- As fezes da mimosa, depois de seca, é também aproveitada, sendo recolhida, posta para secar nas paredes e muros das casas, e depois é usada como lenha, para fazer o fogo nas cozinhas.


Templo dos ratos

Vídeo ilustrativo


Templo dos macacos




Fonte: Wikipedia





0 comentários: