Vídeos

Loading...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Diga não às Drogas


Geralmente pessoas que são usuárias de drogas possuem algum tipo de transtorno emocional ou até orgânico. Segue a lei da atração, onde pessoas com características pessoais semelhantes se reúnem e como não é difícil encontrar excluídos nos grupos sociais, esses excluídos recebem atenção e carinho dos outros viciados.
Por isso que digo, que a falta de acolhida na vida social, como escolas, igrejas, clubes, etc, são uma grande oportunidade de criar mais um usuário.
Mas quem ganha de verdade com a dor dos outros, quem ganha com a destruição da família são os grupos  de traficantes que se aproveitam da fraqueza dos usuários.  Eles podem parecer fortes, podem se sentir super-heróis, mas na verdade são pessoas frustradas que tem de se apoiar em um artifício para poder criar uma falsa felicidade.
Lembre-se : CARA LIMPA, SEMPRE..............:)

Chances de recuperação de um viciado em crack
As chances de recuperação dessa doença, que muitos especialistas chamam de "doença adquirida (lembrando que a adição não tem cura )são das mais baixas que se conhece dentre todas as droga-dependências. A submissão voluntária ao tratamento por parte do dependente é difícil, haja vista que a "fissura", isto é, a vontade de voltar a usar a droga, é grande demais. Além disso, a maioria das famílias de usuários não tem condições de custear tratamentos em clínicas particulares ou de conseguir vagas em clínicas terapêuticas assistenciais, que nem sempre são idôneas. É comum o dependente iniciar, mas abandonar o tratamento.

A imprensa também tem mostrado as dificuldades sofridas por parentes de viciados em crack para tratá-los. Casos extremos, de famílias que não conseguem ajuda no sistema publico de saúde, são cada vez mais comuns.
A melhor forma de tratamento desses pacientes ainda parece ser objeto de discussão entre especialistas, mas muitos psiquiatras e autoridades posicionam-se a favor da internação compulsória em casos graves e emergenciais, cobrando previsão legal e aumento de vagas em clínicas públicas que oferecem esse tipo de internação. Poucas cidades brasileiras possuem o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e drogas (CAPS AD). Essa modalidade de CAPS possui atendimento ambulatorial e hospital-dia com equipes interdisciplinares cuja a função é criar uma rede de atenção aos usuários de álcool e outras drogas.
A recuperação não é impossível, mas depende de muitos fatores, como o apoio familiar, da comunidade e a persistência da pessoa (vontade de mudar). Além disso, quanto antes procurada a ajuda, mais provável o sucesso no tratamento. Segundo o médico psiquiatra Marcelo Ribeiro de Araújo, "Faz-se necessário a constituição de equipe interdisciplinar experiente e capacitada, capaz de lhes oferecer um atendimento intensivo e adequado às particularidades de cada um deles, contemplando suas reais necessidades de cuidados médicos gerais, de apoio psicológico e familiar, bem como de reinserção social". Seis vezes mais potente que a cocaína o crack tem ação devastadora provocando lesões cerebrais irreversíveis e aumentando os riscos de um derrame cerebral ou de um infarto.

                                                 antes                                       depois
Matéria sobre a vida da artista Whitney Houston


Fotografias chocantes, aliadas a confissões surpreendentes de um familiar de Whitney Houston, revelam o estado de degradação física e emocional a que a cantora chegou devido ao abuso de drogas.
A autora das fotos diz ter revelado a verdade para “salvar” Whitney, que pode estar mesmo “à beira da morte”. “Quando está drogada, ela vê demónios, esmurra-se a si própria, parte tudo o que encontra pela frente. Fica dias consecutivos fechada no quarto rodeada de lixo. Outras vezes desaparece e encontramo-la nas partes mais perigosas de Los Angeles. Ela pode morrer com uma overdose ou enlouquecer”, afirma Tina Brown, irmã do marido da cantora .

0 comentários: