Vídeos

Loading...

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Eunuco



Eunuco - é um homem cujos testículos foram removidos por orquidectomia ou são congenitamente não-funcionais. A remoção de toda a genitália externa masculina é denominada emasculação. Excepcionalmente praticada, a penectomia (também conhecida como falectomia) é a retirada apenas do pênis.
Eunucos podem ter essa condição em virtude de problemas congênitos. Um dos motivos deve-se ao mau desenvolvimento testicular na vida fetal, originando vários graus de baixa virilização e mesmo pseudo-hermafroditismo; outro motivo decorre de intervenções externas, a castração. O mais antigo registro de castração intencional para criar eunucos vem da cidade suméria de Lagash no século XXI a.C. mas foi muito praticado na Ásia, sobretudo na China antiga. Na Índia são conhecidos como hijras.
Eunuco-mor (de nome desconhecido, e presumidamente de origem africana) do sultão Abdul Hamid II do Império Otomano posando para ser fotografado em frente ao Palácio Imperial em 1912.

China

 Cai Lun, eunuco chinês a quem geralmente se atribui a invenção do papel.
Zheng He(1371-1435) foi um explorador chinês do século XV. Realizou viagens por mar pelo sudoeste asiático e pelo Oceano Índico. Chegou à Índia, ao Mar Vermelho e a Moçambique. No entanto, segundo o Gavin Menzies, autor do bestseller do New York Times 1421 - The Year China Discovered world (2002 UK/2003 USA), Zheng He teria contornado toda a África, e chegado até ao continente americano, Oceania e Antártida. Vale notar que existem várias formas de transliteração de seu nome, o que pode causar confusões. Ele foi capturado quando jovem e castrado, como era comum em sua época jovens mongois "pagarem" pelo que seus ancestrais fizeram ao povo chinês, no julgar dos líderes da nova dinastia, a Dinastia Ming. Mais do que isso, ele veio a se tornar um grande navegador e braço direito do Imperador Zhu Di, que segundo Gavin Menzies projetou e ordenou essa expedição para além dos mares.
Sun Yaoting (1902-1996), foi o último eunuco chinês

Pérsia

Bagoas (ou Bagoi no idioma persa antigo) foi um eunuco natural da Pérsia que faleceu no ano de 336 a.C.. Acredita-se que era de uma beleza incomparável e que tinha sido um dos cortesãos/amantes preferidos de Alexandre, o Grande. Um menino castrado, escravizado e feminilizado pelos exercitos do persa Dario. No entanto, segundo Plutarco, Alexandre teria escrito uma carta denunciadora a Dario, acusando Bagoas como um dos organizadores do assassinato de seu pai Filipe II da Macedónia.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Notícia sobre o último eunuco chinês Clique Aqui. http://www.jtm.com.mo/view.asp?dT=309607001

Felipe e o Eunuco



0 comentários: